NÃO SEI QUANTAS ALMAS TENHO - FERNANDO PESSOA

Não sei quantas almas tenho...


"Não sei quantas almas tenho,
Cada momento mudei,
Continuamente me estranho,
Nunca me vi, nem acabei.
De tanto ser, só tenho a alma
Quem tem alma, não tem calma,
Quem vê, é só o que vê,
Quem sente, não é quem é,
Atento, ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.

Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce, e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue, não prevendo,
O que passou, a esquecer.
Noto à margem do que li,
O que julguei que senti.
Releio e digo: “Fui eu?”Deus sabe, porque o escreveu."
Não sei quantas almas tenho por Fernando Pessoa


Fernando Pessoa - Não sei quantas almas tenho (por José-António Moreira)






Postagens mais visitadas deste blog

O MAGO E "A ESPIÂ" - LIVRO EM LANÇAMENTO MUNDIAL DO ESCRITOR PAULO COELHO

TODAS AS FORMAS DE AMAR - RENATA CIBELE LIMA