Postagens

"VIVER É RASGAR-SE E REMENDAR-SE" - FABÍOLA SIMÕES

Imagem
“Viver é um rasgar-se e remendar-se”-Guimarães Rosa
Por Fabíola Simões

Meus joelhos trazem marcas de uma infância bem vivida. Há o tombo da bicicleta na ladeira da igreja, o escorregão no barranco atrás da casa da vó, a queda brusca na travessia da rua de paralelepípedos do trabalho do pai. Olho para minhas cicatrizes e me lembro da dor que ficou lá atrás, junto com as histórias que desconstruí e voltei a escrever com uma caligrafia mais amadurecida. Tenho descoberto que, assim como Guimarães Rosa poetizou, “Viver é um rasgar-se e remendar-se”. Talvez ele já soubesse que a vida é feita de desconstruções e reconstruções, e que, ainda que nossas bainhas desfeitas nos causem tanta dor, outros arranjos serão possíveis no seu tempo, mostrando que jamais seremos os mesmos, mas isso também significa crescer. Estar “remendado” pela vida não nos torna mais tristes ou piores. Ao contrário, estar remendado quer dizer que evoluímos, que conseguimos lidar com nossos abismos e nos reerguemos, que ralamo…

AOS 24 ANOS,A INDIANA RUPI KAUR É FENÔMENO MUNDIAL COM SEUS TEXTOS FEMINISTAS

Imagem
Censurada pelo Instagram, Rupi Kaur é fenômeno com seus textos feministasAos 24 anos, a indiana Rupi Kaur escreve poemas sobre amor, abuso e feminismo e foi censurada pelo Instagram por uma série de fotos sobre menstruaçãoO nome pode não soar familiar, mas é provável que você saiba o motivo pelo qual Rupi Kaur se tornou um símbolo feminista. Em 2015, a jovem nascida na Índia e radicada no Canadá postou no perfil @rupikaur_ um autorretrato, parte de um projeto artístico, no qual aparece deitada de costas, com as calças e o lençol manchados de sangue. A imagem foi banida pelo Instagram, causando indignação a Rupi, que desabafou: “Não vou pedir desculpas por não alimentar o ego e o orgulho misógino de uma sociedade que aceita ver o corpo feminino de lingerie, mas não acha o.k. essa marca [de sangue menstrual]”. O protesto repercutiu entre seus seguidores (que hoje somam 1,1 milhão), extrapolou a internet e foi parar em jornais do mundo todo, levando a rede social a pedir desculpas pelo e…

TEM PESSOAS QUE NOS DESNUDAM SEM NOS TOCAR...- ELAINE LADEIRAS

Imagem
Tem pessoas que conseguem nos desnudar mesmo sem nos tocar. Elas são capazes de ler e decifrar nossos sentimentos mais profundos. Até mesmo aqueles que ainda não foram conduzidos por nós a consciência. São pessoas atentas, extremamente sensíveis e observadoras, que conseguem olhar além das aparências e assim, desvendar aquilo que o outro traz impresso em sua alma. Elaine Ladeiras

"SINTO-ME COMO AQUELE MENINO QUE RECEBEU UMA BACIA DE JABUTICABAS.AS PRIMEIRAS ELE CHUPOU DISPLICENTEMENTE MAS,PERCEBENDO QUE FALTAM POUCAS,RÓI ATÉ O CAROÇO..." - RICARDO GONDIM

Imagem
" Contei meus anos e descobri
Que terei menos tempo para viver do que já tive até agora
Tenho muito mais passado do que futuro
Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de jabuticabas
As primeiras, ele chupou displicentemente
Mas, percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades
Inquieto-me com os invejosos tentando destruir quem eles admiram
Cobiçando seus lugares, talento e sorte
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas
As pessoas não debatem conteúdo, apenas rótulos
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos
Quero a essência... Minha alma tem pressa
Sem muitas jabuticabas na bacia
Quero viver ao lado de gente humana, muito humana
Que não foge de sua mortalidade
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade."

Ricardo Gondim

POEMA "METADE" - OSWALDO MONTENEGRO

Imagem
Metade

Oswaldo Montenegro


Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
A outra metade é silêncio

 Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que tristeza
Que a mulher que amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Pois metade de mim é partida
A outra metade é saudade
Que as palavras que falo
Não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas como a única coisa
Que resta a um homem inundado de sentimentos
Pois metade de mim é o que ouço
A outra metade é o que calo
Que a minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que mereço
Que a tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que penso
A outra metade um vulcão
Que o medo da solidão se afaste
E o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
Que o espelho reflita meu rosto num doce sorriso
Que me lembro ter dado na infância
Pois metade de mim é a lembrança do q…

POESIA SEM NOME... AO AMOR QUE NÃO ACABA - IVANE PEROTTI

Imagem
POESIA SEM NOME... AO AMOR QUE NÃO ACABA

VISLUMBRES INSPIRADORES
- fragmentos da natureza entre a vida o homem –
“Senhor, ajudai-nos a construir a nossa casa com janelas de aurora e árvores no quintal. Árvores que na primavera fiquem cobertas de flores e ao crepúsculo fiquem cinzentas como a roupa dos pescadores.”Manoel de Barros
                              Quando as vozes suavizaram-se, finas cordas desceram do teto abobadado. Não eram muitas. Suficientes para prender o grito e amarrar a vontade. Bastantes para dar lugar ao teatro de lugares marcados pela força da inspiração.                              Invisíveis ao plano externo, as cordas ocupavam o centro da grande cena. No átrio, um cometa ameaçava romper os lábios da proteção sonora. De onde surgira? Duplas caixas infláveis localizadas no interior da cavidade torácica chamavam para si a responsabilidade do feito. Ambas trocavam movimentos: surdo e sonoro era o resultado do empuxo e da explosão. Mas a voz que se desprendia iniciav…

MELODIA DO AMOR...- ISABELA AFRODITE

Imagem
Melodia do Amor...
Sinto sua respiração em minha pele, seu corpo junto ao meu. 
Mais não consigo ver o teu rosto, fitar teu olhar. 
Ele é como o vento, uma leve brisa a me tocar o corpo.
E em algum lugar secreto por dentro te guardei.
Observo o teu caminhar, enquanto virar o olhar para mim.
E mesmo assim não consigo fitar...
Ouço suas palavras me dizendo, tire até meu ultimo suspiro, tire meu folego, para que eu possa cada vez mais te amar.
É quando eu viro impotente perante sua melodia.
Me perdendo em teus braços, contemplando seu movimentar.
E seu pulsar em minhas veias ainda faz-me delirar
Só quero-te ouvir falar que meus sonhos nunca vai terminar.
Faço pensar que estou dominada, quando na verdade te domino em meio meus lenções.
E para onde o vento soprar é lá que meu amor estará.
E é lá que você se perde em meus carinhos encaixando em meio dimensões, te abraçando ate que o amanhecer chegue, iluminando o teu sorriso que me entontece.
E não chorei, só derramaria uma lagrima se for por te amar dema…